Dicas

Por que deixar o feijão de molho? Entenda os benefícios

Nutricionista indica deixar de molho com suco de meio limão ou uma colher de sopa de vinagre de maçã

Bruna Berti 14/11/2021 • 13:06
Por que deixamos o feijão de molho?
Por que deixamos o feijão de molho?
Envato Elements

O costume de deixar o feijão de molho é antigo, e há quem acredite que o motivo seja apenas para acelerar o preparo. De fato, hidratar os grãos o torna mais macio e, consequentemente, o cozimento mais rápido, auxiliando, inclusive, na economia de gás em tempos de crise. Mas você sabia que o remolho também é fundamental para prevenção de diversos problemas gastrointestinais? 

Segundo o nutricionista Gabriel Brunelli, o feijão, assim como qualquer outra leguminosa, possui carboidratos oligossacarídeos, os chamados agentes antinutrientes, os quais o organismo não possui capacidade de digerir, atrapalhando a absorção de vitaminas e minerais do alimento. “Quando esse grão chega no intestino grosso, onde encontram as bactérias colonizadoras naturais do organismo, os oligossacarídeos acabam sofrendo fermentação, gerando a produção de gás carbônico, hidrogênio e metano”, explica. 

De acordo com a nutricionista Michele Abreu, esses gases formados pela fermentação geram distensão abdominal, que causam dores intensas e até enjoos. “Por isso, o ideal é sempre deixarmos o feijão de molho. Eu indico que isso seja feito junto do suco de meio limão ou uma colher de sopa de vinagre de maçã, pois a acidez vai auxiliar na saída dessas substâncias do grão, ficando na água”, complementa Michele.

A especialista ainda explica que o tempo ideal de remolho é de 24 horas, porém 8 horas já são suficientes para retirar grande parte dos agentes. “Ao longo do tempo será formada na superfície da água uma espuminha, que são os antinutrientes desgrudando dos grãos”. 

Para Gabriel, é importante que, após finalizar a lavagem, a água do remolho seja descartada e trocada por uma nova para cozinhar. Apesar de ser um processo demorado, os especialistas entendem que seja fundamental para a digestão e absorção dos nutrientes do feijão, alimento rico em ferro e proteína e que auxilia na prevenção e combate de diversas doenças, como a anemia. 

Benefícios do feijão

Combate à anemia: a grande presença de ferro vegetal auxilia na prevenção e combate da doença, principalmente quando combinados com alguma fonte de vitamina C, como a laranja, que facilita a absorção do ferro pelo organismo.

Combate ao colesterol alto: o consumo de leguminosas auxilia na redução do colesterol LDL (colesterol ruim), por conta da alta quantidade de fibras solúveis.

Combate a diabetes: as fibras do feijão também o tornam um alimento de baixo índice glicêmico, evitando picos de insulina no sangue e auxiliando com a doença.

Previne doenças cardiovasculares: com a redução do colesterol ruim, a circulação é beneficiada, auxiliando no funcionamento do coração.

Receita de caldo de feijão 

Ingredientes:
1 colher (sopa) de azeite
1 dente de alho amassado
1 cebola picada
1 talo de salsão cortado em cubinhos
2 xícaras (chá) de feijão cozido (caldo e grãos)
2 xícaras (chá) de água

Modo de preparo:
1- Em uma panela, aqueça azeite e refogue alho e cebola
2- Após deixá-lo de remolho e cozinhar, junte o feijão já cozido e misture bem.
3 - Leve ao liquidificador e bata tudo com a água até se tornar uma pasta homogênea. Quanto mais água, mais fino ficará o caldo.
4- Se preferir, peneire a mistura.
5- Volte a panela e ferva até o caldo engrossar, adicionando os temperos desejados.

Olá! Sou a Carol. Em que posso ajudar?