Vai fazer galinhada? Confira 5 dicas do chef Erick Jacquin

Da redação 16/10/20 • 09:34 - Atualizado em 16/10/20 • 10:23
Vai fazer galinhada? Confira 5 dicas do chef Erick Jacquin
Vai fazer galinhada? Confira 5 dicas do chef Erick Jacquin
Luccas Mattos

Tesouro nacional, a galinhada é o tipo de comida que nasceu no interior e conquistou seu espaço no cardápio de premiados restaurantes. Com sabor incomparável, é claro que no segundo episódio de ‘Minha Receita’, o chef Erick Jacquin fez questão de experimentar o prato em diferentes versões. Teve receita de Minas, São Paulo, Goiás e até da França. Por fim, o cozinheiro ainda deu dicas valiosas para acertar no preparo desse prato milagroso que promete curar ressaca. Vem conferir!
 


1- Diga adeus aos congelados 

Usar a galinha fresca garante muito mais sabor. Tudo entra na panela, pescoço, cabeça, pé e asa. Só a gordura que não costumo colocar, mas guardo para alguma outra receita. Lembre-se, a gente não precisa jogar nada fora. 


2. Cozinhar tudo separado é uma boa opção 

Fica a seu critério fazer tudo em uma única panela ou dividir em etapas. Eu, particularmente, prefiro fazer tudo superado e só depois juntar. Minha dica é começar pelo frango e, durante o processo, adicionar o arroz. Faço isso porque cada coisa tem um ponto de preparo diferente. 

 


3. Cuidado com o que coloca na panela 
Não exagere no tempero pra não tirar o gosto da galinhada. Ervas frescas, como alho-poró, salsão, tomilho e sálvia são ótimos para a receita. Já canela, por exemplo, pode prejudicar. Outra dica é deixar a galinha marinada. 


4. Não precisa limpar, tá me ouvindo?
Só lavamos coisas sujas e, como não uso galinha suja, não a lavo. O mesmo serve para o arroz. Precisa comprar produto de boa qualidade, gente. 


5. Galinhada é um prato completo 
Não precisa nem de acompanhamento, o arroz já faz esse papel. Se quiser complementar, a receita vai bem com batata-doce e pode ser servida acompanhada de um bom vinho. 

  • minha receita
  • jacquin
  • galinhada