Dicas

Dificuldade para dormir? Nutricionista lista 5 alimentos que causam insônia

Especialista explica influência da alimentação na insônia, mal que atinge 73 milhões de brasileiros

Da Redação, com The Chef 15/10/2021 • 13:40 - Atualizado em 18/10/2021 • 10:43
Pimenta prejudica o sono
Pimenta prejudica o sono
Envato Elements

Você vira na cama, de um lado para o outro, e não consegue dormir? Segundo pesquisa da Associação Brasileira do Sono (ABS), 73 milhões de brasileiros sofrem de insônia. O problema tem várias explicações, mas a alimentação é um fator importante e que deve ser considerado.  

Convidada do programa The Chef com Edu, a nutricionista Raquel Awade explica que, para dormir bem, o corpo precisa diminuir o ritmo. Mas quando uma refeição é feita perto do horário de deitar, o inverso acontece. Na digestão, o organismo trabalha de maneira intensa e o estômago cheio também piora o refluxo, que apresenta sintomas mais fortes durante a noite. Abaixo, listamos 5 alimentos que podem prejudicar o seu sono. Confira!  

 

1º lugar: bebidas alcoólicas  

“Muitos acreditam que a bebida alcoólica faz com que a gente pegue no sono e durma melhor. Realmente, o álcool faz relaxar, mas impede que você atinja o nível de descanso mais profundo”, explica a especialista. De acordo com ela, existem 5 estágios de sono e o mais intenso, chamado de rem, é reparador. O álcool não permite que o corpo chegue até ele, prejudicando a qualidade do sono.  

2º lugar: chá, café e refrigerante à base de cola 

O que as bebidas têm em comum? Cafeína! O composto químico é um estimulante do sistema nervoso que deixa, quem o ingere, mais acordado, desperto e concentrado. “Para o dia é ótimo, mas, para o horário da noite, não. O indicado é não consumir essas bebidas por até 3 horas antes de dormir”, aconselha Raquel. Ela alerta ainda que, para algumas pessoas, o efeito pode durar até 6 horas depois da ingestão. 

3º lugar: pimenta 

Quando uma pessoa está pegando no sono, normalmente a temperatura do corpo diminui para proporcionar uma experiência de qualidade. “O consumo de alimentos apimentados pode fazer com que a temperatura corporal aumente demais, atrapalhando o processo”, alerta.  

4º lugar: alimentos ácidos  

Alimentos ácidos pioram o refluxo, podendo causar queimação e outros sintomas. Tudo isso, consequentemente, atrapalha o sono. “É muito individual. A gente avalia paciente por paciente. Tem gente que vai comer alimento ácido, mas não vai sentir nada. Outros, sentem desconforto”, observa a nutricionista. O indicado é sempre buscar orientação médica.  

5º lugar: alimentos gordurosos 

Fast-food, churrasco e feijoada são exemplos de alimentos que podem complicar um boa noite de descanso. “A gordura é de difícil digestão. Se a gente come pouco tempo antes de dormir, vai ficar com aquilo no estômago, agitando o metabolismo.” 

Dica de especialista:  

“O ideal é fazer a última refeição do dia pelo menos 2 horas antes de deitar. Não sendo possível, prefira comer alimentos mais leves.”   

  

Olá! Sou a Carol. Em que posso ajudar?