Como surgiu a combinação de arroz e feijão no Brasil

Da Redação, com Minha Receita 16/11/2020 • 14:15 - Atualizado em 16/11/2020 • 14:26
O feijão era consumido no Brasil com milho
O feijão era consumido no Brasil com milho
Reprodução/Unsplash

Não tem como falar de comida brasileira sem pensar no clássico arroz e feijão. A combinação tem presença garantida no dia a dia. Mas quem inventou esse casamento perfeito da culinária? O Minha Receita, especial sobre arroz, mostra que até o fim do século 19, o ingrediente não fazia muito sucesso por aqui.

Existia um tipo de arroz no Brasil antes do Descobrimento, mas era pouco consumido pelos indígenas. Já o feijão era produzido no País e consumido com carne seca, mandioca ou milho, que era o cereal base na época. 

O arroz foi trazido pelo portugueses. E, segundo historiadores, ganhou fama quando o João VI fugiu de Portugal para cá e não podia ficar sem seu arroz.

Leia também:
Do arroz doce ao carreteiro: Jacquin mostra o melhor do ingrediente 
Jacquin mostra como são feitas as sobremesas regionais
Conheça a churrascaria que inventou o rodízio de carnes

Hoje, ele é considerado o ingrediente que unifica as cinco regiões brasileiras. “O arroz e o feijão combinam porque nós nos acostumamos com o sabor dos dois. Com a combinação de arroz e feijão, você tem o encontro de proteínas e aminoácidos que é necessária para sobreviver”, explica o professor de gastronomia Maurício Lopes.

Pelo mundo
O arroz é consumido no mundo há milhares de anos. Começou a ser cultivado na China e na Índia. E hoje a humanidade come 600 milhões de toneladas de arroz por ano. Mais de 80% desse consumo é na Ásia. Os vietnamitas são os campeões, com 217 kg por pessoa por ano. O Brasil é o 14º na lista. 

  • Minha Receita
  • arroz
  • feijão