Dicas

Faz dieta e não tem resultado? Veja 5 hábitos que podem estar te sabotando

Não beber água e comer na frente de eletrônicos estão na lista de atitudes equivocadas e que podem prejudicar não só quem está de dieta

Da Redação, com The Chef 31/10/2021 • 14:12
Veja 5 hábitos alimentares que prejudicam a dieta
Veja 5 hábitos alimentares que prejudicam a dieta
Unsplash

Fazer dieta não é tarefa fácil, podendo se tornar ainda mais difícil com a falta de informação. Antes de começar qualquer plano alimentar é necessário procurar orientação profissional. Isso porque nem sempre algumas trocas alimentares são saudáveis e muitas atitudes, que parecem inofensivas, podem estar, na verdade, sabotando todo o processo. 

Convidada do The Chef com Edu Guedes, a nutróloga Ana Luisa Vilela, dá 5 exemplos do que pode estar te impedindo de ter resultados. Confira o TOP 5 da especialista


5. Não beber água  


Você já ouviu falar que beber água durante as refeições engorda? Segundo Ana Luisa, é puro tabu. “A água tem uma função digestiva muito importante. A digestão começa na mastigação e, se a boca tá seca ou se estamos desidratados, o processo fica comprometido.” Um pouquinho de líquido, então, não faz mal a ninguém. O ideal, inclusive, é se hidratar ao longo do dia em doses menores, ao invés de tomar um litro por vez.

A água é muito importante para que o corpo realize suas funções de maneira adequada. Na dieta, ela contribui para a sensação de saciedade. “Ajuda também o rim a funcionar, assim como todos os órgãos, e coloca tudo em equilíbrio.”  É importante, obviamente, prestar atenção nos volumes: “Tudo em excesso é ruim”. Anotado? 


4. Substituir refrigerante por suco industrializado 


É o famoso trocar seis por meia dúzia... “O açúcar é igual. Talvez o suco tenha um pouquinho mais de nutrientes, mas, se a gente for olhar a quantidade calórica, não muda muita coisa.”   


3. Comer carboidrato em todas as refeições 


O carboidrato dá energia, proporciona uma enorme felicidade e vicia... O que pouca gente sabe é que o corpo só precisa de uma fonte dele por refeição. “Se você come arroz e feijão uma vez ao dia, beleza. À noite, tente comer uma coisa mais leve, um carboidrato que venha de uma abobrinha, por exemplo, ou alguma outra coisa que não cause um pico glicêmico.” 

Segundo a especialista, se o jantar é muito pesado, o excesso de carboidrato atrapalha não só a digestão como também a produção de vários hormônios durante o sono. No fim, o balanço é negativo e nada benéfico.  


2. Comer na frente de eletrônicos 


Você já ouviu a expressão “não lembro do que eu comi ontem”? O esquecimento pode ter relação com o uso de eletrônicos durante as refeições. Acontece que, quando na frente das telas, dificilmente damos a devida atenção ao que estamos ingerindo.  

De acordo com a nutróloga, acontece muito no home office. “Você trabalha comendo, aí pega aquela coisa pronta, que não sabe nem porque comeu, que não estava tão gostosa. Se enche de caloria e não anda, é muito ruim.”  


1. Pular refeições  


“Quando a gente pula uma refeição, a tendência é comer muito mais na outra. O que acaba criando o hábito de aumentar, em muito, a quantidade dos alimentos ingeridos." Um bom exemplo, para ela, são os atletas de alta performance: “Eles têm que comer muito porque gastam muitas calorias. Quando param de trabalhar, engordam porque o hábito foi criado”.

Por fim, ela divide uma dica simples, mas valiosa. "Se você tá fazendo dieta, precisa levar o seu prato já montado para a mesa. Se você coloca aquilo que está gostoso bem na sua frente, vai ficar olhando e repetir. É preciso dar tempo para o teu cérebro”, orienta.   

Olá! Sou a Carol. Em que posso ajudar?