Dicas

O que é bom comer quando se está com gripe? Médica indica 5 alimentos

Chá, mel e alho estão na lista da nutróloga; entenda os motivos e confira outros alimentos abaixo:

Da redação, com The Chef 22/08/2021 • 11:18
O que é bom comer quando se está com gripe? Médica indica 5 alimentos
O que é bom comer quando se está com gripe? Médica indica 5 alimentos
Envato Elements

No inverno, as pessoas tendem a ficar mais aglomeradas e deixar portas e janelas fechadas, favorecendo unicamente a circulação de vírus e bactérias no ambiente, como o da gripe e do resfriado. Pegou um deles? No programa The Chef, a médica nutróloga Ana Luisa Vilela indicou 5 alimentos que não só melhoram os sintomas da doença, mas também auxiliam o corpo no combate a ela e imunidade

Mas, atenção: sintomas de gripe e resfriados são muito parecidos com os dos pacientes assintomáticos, ou com sintomas muito leves, da Covid-19. Ao menor sinal, faça o isolamento, procure um profissional de saúde e, quando chegar o seu momento, vacine-se com a primeira e segunda doce contra o coronavírus, ok?

Abaixo, confira a lista completa dos alimentos:

Chá 
 


Segundo a médica, no inverno as pessoas tendem a tomar menos líquidos e, por isso, além das propriedades presentes nas plantas, o chá torna-se fundamental não só para o metabolismo, mas para a hidratação. “Se a gente hidrata nossas narinas, as nossas vias aéreas, o ‘bichinho’ não entra, não tem aquele ressecamento natural, e você não tem aquelas fissuras que fazem os microrganismos entrarem dentro do nosso corpo, até mesmo pela pele”, explica a média. Vai consumir o chá à noite? Aposte nos mais calmantes, como camomila, maracujá e hortelã. Se for tomar no café da manhã, escolha chá verde ou de hibisco.

Shitake 
 


Consumido de maneira ainda modesta no Brasil, o shitake, segundo Ana Luisa, ajuda o sistema imune a produzir as células T. “É como se ele ajudasse nosso corpo a ter células boas, aquelas que brigam contra os antígenos. Se o bichinho entrou, a célula branca vai lá e engloba esse bichinho, matando antes dele fazer a doença”, explica. 

O shitake também é um substituto incrível para veganos e vegetarianos, no lugar da proteína animal. “Ter proteína no corpo é interessante para a gripe, porque o nosso pulmão é envolto no músculo, a gente tem que ter musculatura para respirar, para o nosso coração bater bem, para poder caminhar... quando temos uma musculatura boa, o nosso corpo respira melhor.”

Mel
 


O mel é interessante não só pelos nutrientes que existem dentro dele, mas também por causa do seu açúcar, o qual faz uma película protetora em toda a via aérea digestiva. “Então, o mel é bactericida e fonte de energia, porque a gente também precisa de energia no dia a dia”, explica. 

Atente-se: o consumo de mel é indicado apenas para crianças após 1 ano, por causa do risco de contaminação, uma vez que é um alimento natural. “As crianças ainda não possuem todos os anticorpos, elas não brigam contra todos os antígenos, então, por isso, a gente tem que tomar cuidado com o mel.”

Alho 
 


O alho, de acordo com a nutróloga, tem alicina, uma substância bactericida, que ajuda muito na imunidade. Contudo, para ela fazer efeito, é necessário o consumo do alho cru. Isso mesmo: não pode fritar, nem cozinhar. “Minha dica de consumo é amassar o alho e colocar na água, e usar essa água em algum preparo”, explica Ana Luisa. “Dá para bater essa água com limão e mel, e fazer um suco, ou usar no vinagrete e na salada do almoço, ou na sopa de tomate cru, ou no chá gelado...”, complementa. 

Frutas cítricas
 


Cítricos são ricos em vitamina C e fibras, as quais ajudam a flora intestinal a funcionar melhor – o que é importante, já que grande parte da imunidade vem do intestino. O ideal é consumir a fruta real-oficial, e não a versão suco, a fim de não perder as propriedades. 

Assista à participação da nutróloga no programa:

Olá! Sou a Carol. Em que posso ajudar?