Dicas

Como preparar o corpo para o Carnaval? Nutricionista dá dicas de alimentação

O Carnaval vem aí! Saiba como se preparar para curtir os dias de muita folia com saúde

Da Redação

Carnaval: saiba como preparar o corpo para a folia
Carnaval: saiba como preparar o corpo para a folia
Envato Elements

O Carnaval vem aí! Falta menos de um mês para o início da folia em todo o Brasil, que é tempo suficiente para você se preparar para as festas e bloquinhos de rua.

A “farra” carnavalesca exige muito do físico do folião. Afinal, são dias em que o consumo de álcool aumenta e a qualidade da alimentação e do sono diminuem. As altas temperaturas de verão também contribuem para que o Carnaval pareça, de fato, uma maratona.

Como se preparar, então, para o Carnaval? O nutricionista esportivo Phillipe Rios, da clínica Anavoig, em São Paulo (SP), dá dicas de alimentação para você se manter saudável no mês que antecede o feriado e chegar em fevereiro pronto para curtir.

Como preparar o corpo para o Carnaval? Veja dicas de alimentação:

Aproveite o mês para manter um bom estado de hidratação 

A hidratação é um ponto que o folião deve ficar muito atento devido, principalmente, às altas temperaturas do verão. “As pessoas precisam manter seu estado normal de hidratação nesse período”, explica o especialista.

50 ml por quilograma é a quantidade de água ideal que uma pessoa deve ingerir por dia. Portanto, faça um cálculo simples: peso corporal multiplicado por 50. O resultado é a quantidade, em mililitros (ml), que você deve consumir para se manter em seu estado normal de hidratação. “É de extrema importância, também, que o consumo de água seja fracionado ao longo do dia”, destaca o nutricionista.

Mantenha uma alimentação equilibrada nas semanas anteriores ao Carnaval

No verão, eliminamos uma grande quantidade de líquido pela urina e suor. Com isso, eliminamos, também, alguns micronutrientes (vitaminas e minerais), que precisam ser repostos.

“Devemos manter o famoso ‘prato colorido’. Geralmente, identificamos a diversidade de vitaminas pela coloração dos vegetais que estão no prato. Então, quanto mais colorido o prato, maior é a ingestão de fontes de vitaminas”, afirma Phillipe Rios.