Jacquin elege receita alemã de SC como a melhor em degustação: “Impecável"

Pato recheado preparado em Pomorode precisa ficar 4 horas no forno

Da Redação, com Minha Receita 15/06/2021 • 23:37 - Atualizado em 16/06/2021 • 00:07
Jacquin faz degustação de comida alemã
Jacquin faz degustação de comida alemã
Kelly Fuzaro/Band

Salsicha, linguiça, chucrute, pretzel, cerveja...a lista de comidas e bebidas com influências da Alemanha que fazem sucesso no Brasil é longa. No oitavo episódio do Minha Receita, que foi ao ar nesta terça-feira, 15, temático sobre a comida do país europeu, Erick Jacquin provou alguns pratos alemães que são tradicionais e podem ser encontrados no nosso país. 

A decisão foi difícil. “É tão gostoso que eu estou perdido”, disse o francês enquanto experimentava as iguarias. Ainda assim, escolheu como seu preferido o pato recheado com miúdos, que precisa ficar quatro horas no forno, e acompanha salada de repolho, feito pela microempresária Adriana Siewert, da Casa Siewert, Patrimônio Histórico e Artístico Nacional localizado em Pomorode, Santa Catarina.

“Gosto desse tipo de comida de família. É maravilhoso. Tudo impecável. Dona Adriana, próxima vez que for na sua terra, com certeza vou me convidar pra almoçar e jantar na sua casa”, disse o chef.

Durante o programa, ele provou ainda um clássico do chef Heijo Grabolle, do Germânica Haus, em Blumenau, responsável por alguns dos pratos típicos da Oktoberfest. Para Jacquin, ele fez o Schnitzel, um escalope de carne suína à milanesa, mergulhado no molho de cogumelo. “É bom, bem generoso com esse molho. Gostoso. Nessa tradição alemã os nomes são complicados, mas vamos falar de milanesa que é mais fácil”, brincou o francês.

Jacquin visitou ainda o bar Zur Alten Mühle, uma taverna no Brooklin, em São Paulo, para provar o chucrute, e se deliciou com a cuca e o strudel de maçã do restaurante Ratskeller, de Porto Alegre, comandado Orlando Baumbach e Vera Baumbach. Tudo aprovado! Como diria o francês, “quando é bom não tem melhor”.

  • jacquin