De pastel a acarajé: 6 paraísos da comida de rua pelo Brasil

Da Redação 11/02/2021 • 16:13 - Atualizado em 12/02/2021 • 23:57
Acarajé da Dinda faz sucesso em Salvador
Acarajé da Dinda faz sucesso em Salvador
Luccas Mattos/Band

Cachorro-quente, pastel, açaí, tapioca…Nada melhor que uma comida rápida e saborosa quando, no meio de um dia corrido, a fome bate fora de casa. Se você também adora, selecionamos aqui seis lugares pelo Brasil que são o paraíso para os fãs de quitutes de rua. Anote aí!

Peixe frito com açaí (Belém)
Muita gente conhece o açaí em sua versão industrializada e doce, masquem visita a capital paraense e passa pelo box da dona Lucia, um dos mais famosos do Mercado Ver-o-Peso, inaugurado em 1625 e considerado a maior feira livre da América Latina, conhece o verdadeiro sabor dessa iguaria. É lá onde ela vende seu açaí com peixe frito. O mercado fica em um complexo  de 25 mil m² e foi nomeado uma das 7 maravilhas brasileiras. Ali, o açaí é lavado e passa por um branqueamento. Depois, é jogado na água quente, batido e comido in natura. “Quem diz que açaí tem gosto de terra nunca comeu açaí de verdade. Esse aqui é o nosso ouro do Pará”, diz.

Onde: 
Box a Dona Lúcia - Mercado Ver-o-Peso
Castilhos França - Campina, Belém (PA)

Tapioca rendada do Damião (Recife)
Localizada na praia de Boa Viagem, a tapioca rendada do Damião faz muito sucesso e foi eleita por Erick Jacquin como a comida de rua preferida do chef no Brasil. “É muito bom, não imaginava essa criatividade”, disse ele sobre a iguaria. Um dos sabores mais pedidos é a tapioca recheada com banana, carne de sol e com “rendas” de queijo coalho.

Onde:
Rua Major Armando de Souza Melo, 17, Recife (PE)

Acarajé da Dinha (Salvador)
No Rio Vermelho, em Salvador, o Acarajé da Dinha, que existe desde 1944 tem o diferencial por ser servido no pratinho. Originalmente, o acarajé não levava recheio, nem acompanhamento, mas com o tempo foi se incrementando até virar uma refeição. E o quitute caprichado da Dinha é prova disso. Tradição em mais de quatro gerações da família, hoje ele é comandado pela cozinheira e empresária Elaine.

Onde: 
Largo de Santana - Rio Vermelho, Salvador (BA)

Pastel da Maria (São Paulo)
Uma das comidas de rua mais clássicas do Brasil é o pastel, que faz uma combinação perfeita com o caldo de cana. E quem é fã do quitute e mora na capital paulista provavelmente já provou o famoso Pastel da Maria, que foi eleito algumas vezes como o melhor pastel da cidade em concursos. Com mais de 50 anos de feira, Kuniko Yohana, mais conhecida como Dona Maria, vende suas receitas em alguns pontos pela cidade, mas o mais conhecido fica na feira da praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu. Quem passa por ali encontra pastéis de diferentes sabores, desde os clássicos carne e queijo, até uns diferentões, como o de estrogonofe ou shimeji e shitake. “Pode ser qualquer recheio, eu tenho mais orgulho da minha massa. Ela fica sequinha, nada encharcada."

Onde:
Praça Charles Miler - Pacaembu, São Paulo (SP)

Dogão Mil Grau (São Paulo)
Há quem diga que é heresia, mas purê de batata no cachorro-quente já virou religião em São Paulo. Hoje, o “dogão” pode ser encontrado em todos os lugares da capital. E um dos mais famosos fica na Praça Silvio Romero, no Tatuapé, Zona Leste da cidade, conhecida por reunir vários tipos de comida de rua. Tem açaí, pipoca, churros e o tradicional cachorro-quente típico paulista, no Dogão Mil Grau. O ‘dogão’ completo custa R$ 15,99 e leva pão, vinagrete, milho, batata palha, purê, cheddar, catupiry, maionese, catchup e salsicha. Mas além disso tem opções ainda mais incrementadas, com frango desfiado e carne louca.

Onde:
Rua Padre Adelino, 74 - Vila Gomes Cardim, São Paulo  (SP)

Cuscuz do Marcos (Fortaleza)
Perto da Praça Floriano Peixoto, em Fortaleza, Marcos Aurélio vende numa barraca de rua um dos cuscuz mais famosos da região: “O segredo do cuscuz é saber molhar. Ele só leva água e sal, mas se souber molhar no ponto ele fica muito gostoso”, explica. Aí é só acrescentar o recheio de preferência do freguês, como calabresa, frango e carne de sol.

Onde:
Rua Floriano Peixoto, Centro, Fortaleza (CE)

  • comida de rua
  • pastel
  • acarajé
  • cachorro-quente