Carlinhos Carneiro

Vocalista da Banda Bidê ou Balde, ele é músico, ator e jornalista. Nascido em Cachoeira do Sul (RS), Carlinhos já lançou oito álbuns e circulou por cidades brasileiras e da América Latina para fazer shows. Aos 41 anos, é figura conhecido na noite gaúcha e um apaixonado por gastronomia.

Carlinhos Carneiro, vocalista da Bidê ou Balde, mostra culinária gaúcha no Minha Receita: “Faço até lasanha de churrasco”

Da Redação, com Minha Receita 07/10/20 • 13:23
Carlinhos Carneiro
Carlinhos Carneiro
Reprodução

Que tal a combinação churrasco com chimarrão? Para apresentar a comida gaúcha no Minha Receita, que estreia na quinta-feira, 8, e será comandado por Erick Jacquin, o jornalista, escritor e vocalista da Bidê ou Balde Carlinhos Carneiro, de 41 anos, será o encarregado da missão. Com a família de Bagé, interior de Porto Alegre, fazer churrasco para ele é quase um ritual. “Meu pai e os amigos sempre tiveram esse hábito de fazer churrasco e juntar os amigos na volta do fogo, de uma panela cozinhando algo, é um lance que a gente faz o tempo inteiro. Sou louco por carne, às vezes até me sinto meio mal, queria gostar menos”, conta ele para o Portal da Band.

Na casa dele e dos amigos, criatividade é o que não falta para criar opções de prato mesmo dias depois de assar a carne. “As coisas que eu gosto de comer são tipicamente do portoalegrense. Eu faço até lasanha de churrasco, carreteiro com a sobra do churrasco. Faço churrasco e dura quatro dias, vai virando várias refeições”, diz ele, que também fã de alguns clássicos gastronômicos de Porto Alegre, como o cachorro-quente do Rosário e a Lancheria do Parque.

Além de ser frequentador assíduo dos bons lugares para comer na região, Carlinhos é também figura muito conhecida na noite gaúcha. Formado em Jornalismo, ele montou a Bidê ou Balde com os amigos na faculdade, aos 20 anos, e o projeto virou coisa séria. “Deu certo demais, mais do que a gente esperava”, lembra aos risos. Ele acabou deixando o jornalismo de lado para subir nos palcos, mas virou assessor de imprensa da banca.

Diferentemente do que acontece com a maioria das bandas, o sucesso veio rápido. “Lançamos o primeiro disco quando eu tinha 21. De repente já  tinha contrato com gravadora, já ganhamos VMB, tinha o clipe de Melissa que passava toda hora na MTV”, lembra. Desde então, foram 18 anos e oito álbuns lançados.

Atualmente de férias da banda, ele decidiu tocar algumas ideias paralelas. “O que era projeto de brincadeira se tornou meu trabalho oficial. Ao longo de toda essa caminhada oficial consegui também dar brincadas como jornalismo”, diz.

Ele comandou um programa na rádio Ipanema, apresentou na TV um programa de música no canal  Octo e fundou a banda Império da Lã, sem formação fixa, com mais de 100 membros. Agora, vai visitar o melhor da gastronomia gaúcha no programa do Jacquin. Estamos prontos, Carlinhos!

  • Minha Receita
  • carlinhos-carneiro