Alexandra Corvo

Tudo sobre tipos de uva, tendências, novidades, preços, escolhas e regiões mais promissoras na produção e fabricação de vinhos estão na coluna assinada pela sommelière Alexandra Corvo, uma das primeiras mulheres do País a se especializar no assunto.

Sua Carta de Vinhos

Você sabe como é feito o vinho rosé? Sommelier explica

Alexandra Corvo 30/09/20 • 16:23
Você sabe como é feito o vinho rosé? Sommelier explica
Você sabe como é feito o vinho rosé? Sommelier explica
Unsplash

O vinho tinto é feito com uvas tintas, claro, que são esmagadas e o líquido, o suco da uva, fica em contato com as cascas. Então, ali, ele vai pegando a cor.
 

No branco, se prensa a uva, separa a casca, e fermenta só o líquido. Mas, e no caso do rosé?


Muitas pessoas acham que o rosé é uma mistura de tinto e branco, e não é! O rosé originário da Europa, tradicional, só pode ser feito com uvas tintas. Então, se deixa a casca em contato com o líquido por um período curtíssimo de tempo. 


Da casca também vêm os aromas. Como se faz, então, pra se ter muito aroma e pouca cor? Essa é a dificuldade de se produzir um bom rosé. Por isso, os rosés não são todos iguais. Depende muito de como ele foi feito, quais uvas foram utilizadas neste processo, qual o clima de onde essas uvas cresceram...


O rosé, portanto, sempre vai variar no estilo. Mas, a forma de fermentar é sempre a mesma: um curto tempo de contato com as cascas, só o suficiente para pegar um pouquinho de cor e tentar pegar o máximo de aromas.  


OUÇA MAIS COLUNAS DA ALEXANDRA AQUI.

  • alexandra-corvo